4. EDUCADORES APROVAM OS LIVROS DE STEFÂNIA ANDRADE

“ A Cara do Brasil transborda toda sensibilidade de uma escritora que se preocupa com os problemas sociais e as temáticas que realmente são importantes neste mundo contemporâneo, tais como o  respeito, a empatia e a valorização das diferenças.” 

Carla Rizzi
Diretora da Escola Sesi de Caçapava

Sobre “Melissa” 

Considero que o valor literário da obra subsidia a discussão sobre o desenvolvimento infantil, no que diz respeito aos conflitos internos, conflitos estes capazes de gerar sofrimentos, crises, rupturas e retrocessos, dentro de um movimento que tende ao crescimento. No caso de Melissa, com seus cinco anos de idade, o conflito volta-se para o diálogo entre crescer e ser pequeno, suas vantagens e consequências.

A obra como um todo atende a linguagem infantil, pois retrata o cotidiano da criança, em se tratando de suas vontades e interesses, dúvidas e frustrações. Ainda, resgata a importância da família, instituição primeira, onde a criança aprende a construir significados aos princípios e valores constituintes da formação da sua personalidade.

As ilustrações com seus contornos e cores detalhados convida a criança a dar o primeiro passo para a leitura: a narrativa dos acontecimentos e descrição das imagens em suas cenas, o que brevemente a levará para a leitura das palavras.

O uso da letra de forma maiúscula, em todo conteúdo do livro, proporciona a autonomia da criança para ler, pois as letras de forma são naturais para ela, fazem parte do mundo que a cerca.

A meu ver, Melissa é um livro importante para ter nas bibliotecas das escolas, nas salas de aula e em casa, uma vez que pode ser objeto de discussão para professores e pais abordarem a temática ser e crescer, com os meninos e meninas que estão e continuarão vivenciando o conflito do crescimento.

Simone Catarina de Oliveira Rinaldo

Pedagoga e Psicopedagoga

Mestre e Doutora em Educação

 

Sobre “Melissa – Pedro e outros parentes”

Melissa – Pedro e outros parentes é o segundo livro da Coleção Melissa e vem mostrar aos leitores sobre a importância dos familiares em nossas vidas, sejam os que estão pertinho ou distantes, os que são parecidos ou diferentes de nós. A obra retrata a importância do primeiro grupo social no qual a criança está inserida – o ambiente familiar, que é tema de trabalho com as crianças em seus primeiros anos escolares. Além disso é um tema que lida com cultura, valores e emoções. Quem não gosta de pegar um álbum de família e ficar revivendo lembranças tão lindas e que nos trazem bons sentimentos?

Pedro e outros Parentes encanta toda a família, é acessível a crianças de todas as idades, pois traz uma linguagem de fácil compreensão e possui letra de forma maiúscula, tão importante para aqueles que iniciam nos caminhos das letras. Repleto de rimas e de imagens que chamam a atenção por meio de seus traços e cores, Melissa apresenta aqueles que compõem a sua árvore genealógica, enfatizando momentos e lembranças que tem com aqueles que tanto ama.

Sou professora da Rede Municipal de São José dos Campos e todos os anos uso os livros da Coleção Melissa com os meus alunos. As crianças rapidamente se apaixonam pela história e pelas personagens e querem, assim como Melissa, apresentar os seus familiares por meio da árvore genealógica. Acredito que esse livro deve ser adotado por pais e professores, uma vez que traz temáticas relevantes do cotidiano infantil e permite a reflexão de temas significativos relacionados a diferentes construções familiares. 

Larissa de Magalhães Rosa Andrade

Pedagoga pela USP

Especialista em Tecnologias na Aprendizagem (Senac – SP) 

MBA em Gestão Escolar (Esalq/USP)

Professora de Ensino Fundamental

 

Sobre “Melissa – Que Profissão eu quero ter?”

Imaginação e jogo de faz-de-conta sempre povoaram (ou deveriam povoar) a mente e o viver das crianças. Mas, em meio à fantasia, está a realidade que envolve a garotada, provoca, instiga, desafia, faz pensar e sentir. Que criança não imaginou, um dia, o que seria quando crescesse? Seja porque observa o papai e a mamãe, vovós e vovôs, pais dos amiguinhos, vizinhos, personalidades da televisão… Ou, simplesmente, porque percebe que, no mundo, todos têm uma função.

Nesta sua nova aventura, a Melissa nos leva a passear por seus sonhos sobre o futuro. Às vezes, sua referência é ela mesma, os seus gostos, como dançar num simpático vestidinho cor de rosa, ou ter uma fábrica de chocolates. Em outros momentos, reflete a partir dos pensamentos das pessoas que lhe são próximas… O salão de beleza e o cuidado com a natureza da prima; o desejo do priminho de ser jogador de futebol; a padaria inspirada nos quitutes da vovó. Algumas ideias surgem motivadas pelo cuidado com os demais e com o mundo à sua volta: ser professora para ensinar as crianças; médica para cuidar do irmão; coletora de lixo para deixar as ruas sempre limpinhas.

Mas, nessa viagem, nem tudo precisa estar dito explicitamente. Os desenhos, coloridos e simpáticos, nos dizem muito! Por exemplo, sugerem que a escola é um ponto de partida importante para o que queremos fazer. Também, que, em qualquer carreira escolhida, a sensação deve ser sempre positiva, com ar de realização.

Aliás, outro aspecto a destacar neste livro é a valorização das profissões, sejam quais forem. Nossa pequena companheira desfila diante de nós carreiras que exigem estudos avançados e outras que nem tanto. Todas, contudo, estão carregadas de sentido afetivo e social. E, em sua sabedoria infantil, Melissa arremata tudo com a lição que aprendeu da sua mãe: todas as profissões são preciosos diamantes.

Seguindo, portanto, a tradição da série, Stefânia e Felipe voltam a nos brindar com uma bela obra. Ela motiva reflexão e brincadeira, com suas ilustrações atrativas e uma deliciosa literatura rimada, bem afinada com o imaginário infantil. 

Cristina Vergnano Junger

Doutora em Letras Neolatinas – Língua Espanhola

Professora aposentada da UERJ e escritora do site “Tecendo o verbo”